vendredi, février 18

Loft Story 2

Mais cedo ou mais tarde, assim teria que ser.

Voltámos a casa do Filippo para aproveitarmos, enquanto dura, a sua espantosa penthouse (supostamente, ele sai de lá dentro de algumas semanas) e fizemos uma jantarada onde o contingente português era o mais representado! É que desta vez, para além dos suspeitos do costume, juntaram-se as outras duas portuguesas do meu curso, a Ana e a Sónia, e ainda uma amiga da Ana que veio cá passar esta semana.

Supostamente, este era para ser um jantar português, pois havia quem estivesse com muita vontade de mostrar ao italiano uma boa refeição portuguesa (há quem acredite nos ditados!).

Afinal, foi o Pipo quem fez uma pasta improvisada, e de português só mesmo a sobremesa – o belo do pudim Mandarim. Muito típico. Receita original, sem o açúcar em doses de cavalo da receita adulterada.

Depois do jantar eramos para ir a uma festa na Fac. de Arquitectura, mas entretanto o pessoal distraiu-se e já era muito tarde de qq maneira, e a noite ficou por ali mesmo.

O grupo foi-se reduzindo, por partida antecipada ou por KO, e acabámos num grupo de 4 a jogar um jogo de bubida (ou terá sido mais um jogo de bebidos?) de “J’ai jamais...”.

Recomendo vivamente, principalmente a beber vinho tinto (e já com algumas garrafas de avanço). A mecânica é simples: cada um vai, à vez, dizendo frases começadas por “J’ai jamais ... (Eu nunca ... qq coisa)” e, se para as outras pessoas essa mesma afirmação fôr falsa, elas têm que beber.

Exemplos (baseados ou não nas perguntas feitas ontem à noite): “Eu nunca achei que esta casa é boa demais para o Filippo!”; “Eu nunca tive nada com alguém do mesmo sexo!”; “Eu nunca fantasiei com ninguém da nossa turma do curso”.

As respostas (em forma de emburcanços) foram reveladoras. Se ao menos eu me lembrasse delas...



(Eu, a Joana e a Sofia, enquanto ainda ninguém tinha arrochado no sofá)

2 Comments:

At 5:55 PM, Anonymous Nuno said...

O que é que queres dizer com "Receita original, sem o açúcar em doses de cavalo da receita adulterada."? Tens saudadinhas?

 
At 10:44 PM, Blogger MP said...

Eu tenho saudades é das doses de cavalo.
Estes gajos cá é só doses de passarinho...

 

Enregistrer un commentaire

<< Home