mercredi, juin 29

Antes do Sol

Nestes dias de chuva, nada melhor do que ficar em casa a ver filmes.
Um destes dias decidi fazer uma sessão dupla e rever, numa mini-maratona, Before Sunrise e Before Sunset.
Bastante bons. A afinidade que tenho agora com Paris dá um certo extra ao segundo, e a ingenuidade e genuinidade do primeiro torna-o um filme diferentemente encantador.

Entretanto estive a pesquisar na net para ver se descobria qual o percurso do segundo filme. Que era impossível já eu tinha percebido, mas ainda não fazia a mínima ideia por onde é q eles andavam efectivamente. Agora já sei (há malucos na net para tudo). Já consigo ir dar ao café onde ambos discutem o passado e aos jardins suspensos onde começam a perceber o presente.
Pelo caminho, descobri um resumo dos dois filmes, que transcrevo para quem por acaso não conheça a história (pode acontecer – até há 6 meses ainda não tinha visto nenhum deles). Uma tradução livre e necessariamente imperfeita.

« Numa capital europeia desconhecida para ambos, Céline e Jessie encontram-se, quase como que por acaso, numa visita com partida marcada mas roteiro desconhecido. Juntos descobrem Viena, deambulando pelas suas ruas, perdendo-se pelos seus becos. E naquela odisseia de impulsos descontrolados acabam por descobrir não só Viena, mas um ao outro. Uma paixão, tão intensa quanto improvável, marca o encontro que ambos irão recordar para o resto das suas vidas. Após tal torrente de sentimentos e uma última noite de entrega, prometem reencontrar-se para reatar o destino. Se não o fizerem, vão arrepender-se a vida toda...

-/-

9 anos depois, Céline e Jessie reencontram-se numa outra capital europeia. Em Paris, a vida de ambos parecia ter tomado destinos divergentes, com os vários encontrões que entretanto cada um sofrera. No entanto, nova viagem de descoberta leva ambos a reencontrar Paris e a reencontrarem-se um ao outro. A compatibilidade dos seus espíritos salta-lhes novamente aos olhos, e a excitação dos sentimentos avassaladores volta a inundar-lhes as almas. Apesar das contingências, ambos percebem que foram feitos um para o outro. E há um deles que perde a sua viagem...

4 Comments:

At 5:51 PM, Anonymous CHAU said...

Coincidência tares a falar destes filmes porque vi há 10 dias atrás o Before Sunset... Não vi o Before Sunrise mas já tinha ouvido falar bué...

É uma história que deixa um gajo de lado... eu como tou desempregado, fiquei com uma vontade do caraças de fazer um interrail neste verão !!! Dasssssssssssse !!! E ainda vai me dar um vibe e lá vou eu !!! Queres ir tb ??? ;)

 
At 2:40 AM, Blogger NoKas said...

:) Adoro-os a ambos, e cada vez que os vejo fico com o olhar perdido no horizonte. :) Tens a sorte de percorrer Paris. Eles percorrem as cidade duma maneira que nenhum turista percorre... eles vêm a parte mágica de cada canto. É o que também gosto de fazer: aborrece-me ir aos pontos mais turisticos cheios de gente descontextualizada como eu, de mapa na mão, mochila às costas e a olhar com um ar mto admirado pó ar como se estivesse a ver a maior aberração do mundo! :p Prefiro andar plos recantos, sentar nos cafés, e apreciar os momentos! :) e divagar numa conversa sem fim....

 
At 5:06 PM, Blogger André said...

por razões diferentes, estes são filmes de cortar a respiração...
um leva-nos de volta à ingenuidade perdida da adolescencia, o outro ajuda-nos a acreditar novamente no poder dos encontros.
intemporais.

 
At 3:00 AM, Blogger MP said...

Há filmes que causam unanimidade, o que suponho que seja bom.
Cada um interpreta-os como quer, claro.
O que interessa é que a mensagem chegue.

 

Enregistrer un commentaire

<< Home